O município de Goianira, que fica a menos de 30 km de Goiânia, recebe amanhã, 11, na Câmara Municipal, avenida São Paulo, Vila Leo Lince, das 13 às 18 horas, a quarta edição das Oficinas para a elaboração do Plano de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Goiânia-PDIRMG, que está sendo coordenado pela Secretaria do Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos – SECIMA e pela Universidade Federal de Goiás (UFG). O tema: “Os Desafios da Região Metropolitana de Goiânia: Recursos Ambientais e Expansão Urbana​ (uso e ocupação do solo)” será discutido com a comunidade local, representantes do Governo do Estado de Goiás, representantes de diversas entidades públicas e privadas e sociedade civil.

A Inscrição é obrigatória e gratuita no endereço eletrônico: www.doity.com.br/oficina-pdirmg-goianira-plano-de-desenvolvimento-integrado-da-regiao-metropolitana-de-goiania ou ou Site: www.doity.com.br – eventos – oficina goianira + Goiás. Maiores informações sobre o Evento com a equipe Técnica PDI da Secima : 3201-5123 e Assessoria de Comunicação: 3201-5129 ou acesse www.facebook.com/pg/PDIRM e

O principal objetivo dessas audiências é a implantação da Região Metropolitana, adaptando a legislação estadual ao novo Estatuto da Metrópole, Lei 13.089, de 12 de janeiro de 2015, que busca solucionar os gargalos hoje existentes, além de proporcionar maior autonomia na implementação das funções públicas de interesse comum aos municípios que compõem a RMG.

O secretário da SECIMA, Vilmar Rocha destacou que o compromisso do governo e dar andamento para se criar uma estrutura sólida da RMG, através da elaboração de um Plano de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Goiânia- PDIRMG que possa proporcionar uma melhor qualidade de vida para o cidadão metropolitano. “Temos que enfrentar dos desafios de forma compartilhada e equilibrada”, enfatizou Marcelo Safadi, Superintendente Executivo de Assuntos Metropolitanos da SECIMA.

A professora Celene Cunha, coordenadora do projeto e diretora do Instituto de Estudos Sócio-Ambientais- IESA explicou que a fase do diagnóstico é a síntese da coleta de informações, e as oficinas servem para ouvir as demandas de cada um dos municípios da RMG destacando as potencialidades, fragilidades, perspectivas e oportunidades que poderão alavancar a economia local de cada um. “É um momento único, e a metodologia desse Projeto de Pesquisa e Extensão está sendo concebida a quatro mãos, Governo e UFG, com foco na socialização e democratização do conhecimento”, enalteceu Celene Cunha.

Ao término das oficinas em todos os municípios da RMG, inicia-se a fase do prognóstico, seguida pela elaboração do Plano, que dará origem a um documento a ser analisado, pelo Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Goiânia Codemetro, e encaminhado para aprovação na Assembleia Legislativa de Goiás .

A Região Metropolitana de Goiânia foi criada pela Lei Complementar nº 27 de 30/12/1999, e é composta por 20 municípios: Abadia de Goiás, Aparecida de Goiânia, Aragoiânia, Bela vista de Goiânia, Bonfinópolis, Brazabrantes, Caldazinha, Catruaí, Goianápolis, Goiânia, Goianira, Guapó, Hidrolândia, Inhumas, Nerópolis, Nova Veneza, Santo Antônio de Goiás, Senador Canedo, Terezópolis de Goiás, Trindade.

Goiânia 10 de abril de 2017

Valéria Carvalho – Jornalista SECIMA

Recursos Ambientais e Expansão Urbana é tema de oficina em Goianira

Deixe uma resposta